quarta-feira, 15 de julho de 2009

Vida no Olimpo




Eu, mais o país inteiro estamos indignados com grande parte dos nossos políticos. A cada dia, surgem escândalos novos. Desvio de verbas, gente contratada com um super-salário, mas não trabalha. Gente contratada em segredo, obras super faturadas, salários, diárias, gastos com manutenção de residências e gabinetes absurdas. Nada de concreto acontece.
O povo perde a fé nos ditos representantes dele.

Enquanto isso, no mundo real, as pessoas comuns trabalham como loucas para suprir a vida. É uma vela para um santo num mês e para outro no mês seguinte. Os que estão empregados lutam para se manter no emprego porque há poucas vagas disponíveis. Os pequenos empresários, de sua parte, vivem as voltas com impostos de toda ordem, salário dos funcionários e custos sociais que duplicam o salário do trabalhador e assim vai.

Mesmo assim, a todo custo conseguem manter senadores e deputados com toda a mordomia e pompa possíveis, pois afinal todo o país que se preza precisa ter um legislativo bem folgazão, não pode viver contando migalhas, pois como vai pensar em leis com a barriga vazia? Como vão manter as mansões em Brasília? Contando os trocados? Como vão pagar as diárias das viagens a trabalho? E todos os ccs do gabinete?

Leio na Internet que de 1995 a 2009 o Senado editou 623 atos secretos, ou seja, sem o conhecimento público. Para nomear parentes e aumentar salários.

Seria o melhor dos mundos se pudéssemos imaginar que a crise servirá para fazer uma grande faxina no Senado, mais ou menos como aquela limpeza doméstica, em que se coloca a casa abaixo, para depois devolver-lhe o asseio, a ordem e a dignidade.

17.06.09

Um comentário:

leticia.correa disse...

Terezinha, te achei aqui!
Parabéns pelo blog: tuas crônicas são excelentes!

Abração!

Letícia Corrêa
http://philosophiadebotequim.blogspot.com